quinta-feira, fevereiro 10, 2011

Arvore

Ainda em sonho ou talvez ja acordada, parecia que estava  em um lugar surreal; Debaixo daquela arvore... tinha magia e paz. Realmente tinha ficado em extase. A arvore era linda o vento que corria por entre meus cabelos era suave. Estava no palacio de historia.
O palacio onde muitos riram e choraram. Quantos poetas, assim como eu, ja não tiveram ali a descrever esse lugar de tanta beleza ? A sombra daquela arvore me permitia sonhar...
Imaginei o encontro da pequena poeta e o misterioso Menino  a descrever aquele lugar.
Estou em um misto de elegria e paz.
As palavras não descrevem mais.. Estou feliz!
Com a  arvore, o palacio e ter conhecido o doce rapáz.


Prosa minha, e dedico ao meu querido e sempre amigo Chico



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se aprochêgue, seu comentario faz de mim a poeta feliz.
Beijos de cá