Pular para o conteúdo principal

#tamojunto


Com o tempo, a vida vai mostrando que caminho a seguir.
Com o tempo, agente sempre descobre que eles são (seres iluminados)
Com o tempo respeita-se mais que ama, porque o amor vem com respeito.

Se fores capaz de sentir o que digo...
                                                          vai saber que bobo mesmo foi o tempo que perdemos





Dedico esse poema a meu amigo Chico

Comentários

  1. Isssooo!!! Ah, o tempo! é nosso Anubis fiel e condutor nas paragens da vida. Sim, fazemos o tempo de bobo! Numa brincadeira perigosa, ignoramos sua presença. Bobos somos nós, seres imaturos, não entendemos como que o tempo vai e não volta. Discretamente, o tempo passa e cruelmente ele rosna entre nós...

    ResponderExcluir
  2. Nêga não sei o que o tempo me reserva mais é dolorido todo esse processo.Talvez meus poemas a partir de hoje falarão mais de saudade do que qualquer outra coisa. Será minha tristeza em palavras será minha inspiração.Fiz esse poema so pra mostrar que não é Mais Lidia que diz é o coração que chora.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se aprochêgue, seu comentario faz de mim a poeta feliz.
Beijos de cá

Postagens mais visitadas deste blog

A noite

Em silêncio a Poeta tenta dormir mais o sono não vêm...
Na cama o travesseiro conselheiro sem palavras pra lhe dar, num caderninho os pensamentos querendo gritar.
Gritar com sua poesia
Hoje faço poesia, como quem chora a perda de um amor
Hoje faço poesia, como quem grita por saudades
Hoje faço poesia, pra quem só tem tristeza pra falar Faço poesia pra aliviar minha dor Faço poesia justamente pra aquelas pessoas que não sabem que rumo tomar Faço essa poesia pra dizer que não estou
Faço um silêncio em respeito
Respeito por tudo que acabou!




Citações de Elisa Maia e coisas de Menina muié

O pensador e ela

Ele sentia o calor que vinha dela
Ele jamais esqueceu a pontinha do pé
Ele beijava o corpo dela...
E tudo que se ouvia era uma melodia singela.
E, Ela?
Gritava seu amor da janela.
gritava um gemido rouco
e seu corpo desfalecia aos poucos
Ele sentia o calor que vinha dela
E ela, gozava de prazer na janela.