Pular para o conteúdo principal

...Uma historia de dois.


O homem que ama...
Mora em Sussuarana
De longe sua cama clama,
Por seu corpo quente e macio
Sa Su, Bahia!
Nome com sobrenome que rima com poesia
Que nasceu na baia do nosso senhor,
Tao perto e tao longe
eis tu o tempo, destino, distancia sem fim.
Que envoltos tantos mistérios
Fez uma ave se apaixonar por um peixe
Sem se importar pelo desfeche dessa relação
Onde o coração nao tem razão
Pobre peixe... sem asas pra voar , esta a sonhar do lado de cá,
E a ave que vive a voar não pode nadar.
Como pode um amor desses durar?
Ironia ou simplesmente castigo...
Eu não sei!
Mais a vida tem dessa coisas,
O amor nasce não sei de onde
Cresce não sei como
E se eterniza não sei por que.


Por Jacyene Marulanda e o Coração de Menina muié

Comentários

Postar um comentário

Se aprochêgue, seu comentario faz de mim a poeta feliz.
Beijos de cá

Postagens mais visitadas deste blog

Nada e tao belo

Perco-me nas horas
Buscando coragem
Procuro as flores mais lindas...
(...) ainda sim nada e tão belo
Desenho sonhos,
Procuro razão para as cores
Ainda sim, nada e tão belo
Festejo esse dia com os pássaros a cantar
Mais ainda sim nada e tão belo
Beleza eu só encontro no brilho do teu olhar

Já compus serenatas
Sorri com a alegria das crianças
Mais nada atingiu a beleza do teu olhar

Nesse dia tão feliz, que nasceu você minha flor de Liz
Não encontrei nada mais tão belo que pudesse te presentear

Então lhe trago meus versos
e misturo com a beleza do teu olhar.

Ilegais

Somos ilegais
e se o acaso nos trair
seremos cumplices.

Somos intensos
e se perceberes
minhas intecoes
seremos uma so pele.

Somos um conto de fada
E se me  beijares
ficarei acordada e quente

E so sei que quero voce
dentro de mim
pulsando assim


E se nao for ssim,
Qual a graça de ser ilegal????

#tamojunto

Com o tempo, a vida vai mostrando que caminho a seguir. Com o tempo, agente sempre descobre que eles são (seres iluminados) Com o tempo respeita-se mais que ama, porque o amor vem com respeito.
Se fores capaz de sentir o que digo...                                                           vai saber que bobo mesmo foi o tempo que perdemos




Dedico esse poema a meu amigo Chico